Browse By

SABEDORIA NATURAL E SABER ARTIFICIAL: O ÍNDIO E O BRANCO

    Para entender os benefícios da Sabedoria Natural é preciso compreender os benefícios do Saber Artificial que compreende o conhecimento material humano e de que maneira ambos ajudam ou prejudicam a vida.

          
    Será que o Saber Artificial pode ser positivo sem a Sabedoria Natural? Absolutamente não. Do Saber Natural parte toda a compreensão entre as pessoas, e também, das coisas existentes no Universo. 
          

    No início da criação do mundo só havia o Saber Natural e, os seres humanos o utilizavam muito bem de maneira positiva já que precisavam recorrer a todos os seus talentos e habilidades para manutenção da sobrevivência e preservação da espécie humana. Sabiam como extrair e usar os recursos naturais sem agredir o meio ambiente ou degrada-los.    
           
    Os índios sabem muito bem como utilizar o seu
    Saber Natural. Eles não precisam disputar entre si para a obtenção de alguma coisa, pois, tudo é herdado da Natureza. O saber indígena, sua alegria, liberdade e sabedoria, de maneira geral, são adquiridos por meio de sábias interpretações das regras reinantes na Natureza. Eles conhecem como devem utilizar as plantas sem a necessidade de seguir um manual. Sabem como educar seus filhos sem o emprego de cartilha. Pelo fato de terem herdado tudo que existe na Natureza, não acreditam que alguém possa ser tão mal para tirar-lhe algo. Sua inocência está embutida exclusivamente na Sabedoria Natural, não é aprendida. Eles sabem por que sabem. Por isso não se preocupam em passar o conhecimento natural para os outros. Na verdade, os índios não têm segredos para com os seus semelhantes. Tudo que é aprendido entre eles, é passado para a próxima geração com muita clareza e seguido à risca por todos os seus descendentes.
            
    Infelizmente, o homem que se auto-intitula de branco, com sua enorme crueldade, extirpou os índios, sem dó nem piedade, sem aproveitar a chance de aprender o verdadeiro valor da natureza, e, por este motivo, conseguiu se afundar na própria ignorância e estúpida leviandade. O homem que se intitula civilizado, sequer adquiriu a consciência ecológica. O meio ambiente, a espécie humana e o planeta, estão sendo esmagados por falta da
    Sabedoria Natural e do excesso do Saber Artificial, saber  totalmente  técnico. 
      
    A falta do conhecimento e dos benefícios naturais, faz com que a humanidade sofra graves conseqüências, levando uma vida inteiramente mecanizada, estressante, frustrante, insegura, depressiva e doentia.
      
    As escolas, que deveriam ter incluído o
    Saber Natural nas disciplinas dos alunos, foram as primeiras a ignorar toda a grandeza oferecida pelos índios. Preocupam-se, unicamente, com os ensinamentos artificiais, puramente técnicos. Por sua vez, esses ensinamentos vêm sendo usados de maneira altamente negativa, com alto grau de destruição.

    O índio não sabe o que é estresse. Este resulta da insegurança. Palavras como menopausa, câncer, depressão e outros nomes de doenças, não existem na cultura indígena.
     
    O
    Saber Artificial compreende um conjunto de informações que são aprendidas nas escolas ou de outras fontes. Certas experiências são passadas sem nenhum questionamento e, também, sem o crivo de uma análise mais profunda. Por estes motivos, tornam-se falhas e obsoletas. Muitas informações, quando absorvidas e transformadas em material de uso humano, às vezes não servem para nada.
     
    De tudo que é aprendido numa vida inteira, não é usado nem 1%, e, quando é aproveitado, é utilizado sem critério algum.
            
    As informações adquiridas precisam ser bem gerenciadas, caso isto não aconteça, o responsável pela aquisição das informações corre perigo de ser destruído pela criação de uma obra na qual foram empregadas.

    O ser humano costuma colocar o Saber Artificial sempre em primeiro lugar ou acima da sua própria vida. Um exemplo, é a pessoa que constrói algo e passa a admirar somente o seu trabalho ou criação, esquecendo os princípios básicos e os verdadeiros valores como ser humano. Muitas vezes é ótimo na profissão, mas, péssimo como marido, amigo, amante ou filho. Não apresenta nenhum laço afetivo ou de cordialidade para com os outros.

    Na realidade, o Saber Artificial torna-se inativo sem a Sabedoria Natural. Pois, saber sem o compreender é pura ignorância.   DEZ 24, 2010 

    Sistema Raiz da Vida Além da Inteligência NutricionalElizabethe Milwaard – Profª de Consciência Nutricional e Mentóloga; Idealizadora do Sistema Raiz da VidaDr. Edvaldo Tavares – Médico, CRMDF 7265 e CRMSE 4897; Jornalista, DRT 2175; Diretor Executivo e Diretor Técnico do Sistema Raiz da Vida

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    2 × quatro =