Browse By

EMOÇÕES SEM CONTROLE – As tragédias e suas causas

    Resultado de imagem para Pensamento em GIF
    AS EMOÇÕES E AS RESULTANTES TRAGÉDIAS DIÁRIAS

                

         Emoções e suas consequências desastrosas sem volta 

    Você sempre pensa que está sendo atormentado por pensamentos negativos e, em muitas oportunidades, esses pensamentos o levam a descambar para a agressão verbal ou física a alguém ou para alguma coisa sem uma razão definida. Por outro lado, afloram os sentimentos de inferioridade e de culpa, agressividades dirigidas contra si mesmo que o surpreendem, não sabendo exatamente a razão do por quê. De uma forma indefinida esses sentimentos o empurram para a busca de fortes emoções, vícios que envolvem fumo, drogas ou para sentir as experiências proporcionadas pela “adrenalina” despejada no sangue que corre pelas veias durante a condução do veículo em alta velocidade. Veja as fotos e medite nas conclusões tiradas do que ler a seguir para que possa melhor entender os porquês. 

    O “porquê” dos “por quês” reside unicamente na estrutura evolutiva cerebral das espécies animais na qual se originou o ser humano como o top (projeto máximo) da resultante evolutiva de bilhões de anos entre os animais do planeta Terra. Charles Darwin, século XIX, assim descreveu como as espécies animais evoluíram resultando na evolução das espécies, A origem das espécies, onde estão as chaves da vida. Freud, psicanalista de formação em neurologia médica, percebeu a permanência de uma evolução misteriosa mental e a denominou de inconsciente. Porém, como estava no início do século XX, não tinha como basear esta afirmação em uma estrutura anatômica cerebral concreta na qual estaria localizada em uma fase em que as ciências não dispunham de conhecimentos avançados e equipamentos de pesquisa à disposição da época moderna.

    PRÉ-HISTÓRIA – Visão de como era a Idade da Pedra

    CÉREBRO REPTILIANO: formação há 280 milhões de anos.

    CÉREBRO EMOCIONAL OU SISTEMA LÍMBICO: formação há 150 milhões de anos. É o cérebro sentimental, sendo o elo de ligação da mente com o corpo.

    3cerebrocerebrotrino

    hd-cerebro-eevoluch2

    CÉREBRO PROPRIAMENTE DITO OU CÉREBRO DOS MAMÍFEROS: formação há 80 milhões de anos –  pensamento,  emoção e memória, sede do pensamento racional. 

    Podem ser vistas nas imagens acima as evoluções dos três cérebros humanosreptiliano – répteis (cobras e lagartos) -, límbico – mamífero (macacos) – e o humano (desenvolvimento até agora!!!).

    Hoje, na modernidade do século XXI, dispomos de imagens por tomografia computadorizada, ressonância magnética e tomografia por emissão de pósitrons, e, as mais variadas parafernálias tecnológicas modernas para investigação da importância e funcionamento cerebral, por meio das quais podemos concluir as investigações, o que Sigmund Freud não pode em sua época.

     Acima, sistema límbico a cores em imagem por ressonância magnética (IRM).

    Na figura abaixo, em visão comparativa, o leitor pode ter uma ideia mais completa dos avanços modernos alcançados pelas pesquisas sobre as funções cerebrais que permitem conclusões científicas admiráveis que não existiam há algumas décadas passadas. 

    IMAGENS POR TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CÉREBRO

    Existe uma estrutura anatômica para o inconsciente, o cérebro emocional, na realidade é o cérebro límbico (córtex cingular identificado na anatomia cerebral humana e encontrado em qualquer atlas atualmente de anatomia cerebral), o cérebro comum aos mamíferos (o máximo da evolução cerebral dos símios, macacos, na era em que o ser humano ainda não existia), segundo denominação do neurologista francês do século XIX, Paul Broca.

    Na representação acima, o leitor pode identificar o sistema límbico (Lymbic System) ou cérebro emocional completo, constituído pelo cortex cingular, amígdala e hipocampo.

    Na imagem acima, por ressonância magnética (IRM), destacado em amarelo, o leitor pode facilmente identificar o cortex cingular anterior, cortex límbico, ou, cérebro emocional

    A vida do ser humano, neste caso, vista apenas a representação mental, iniciou desde os seres primitivos aquáticos unicelulares, ao longo dos bilhões de anos, passando pela evolução reptiliana (exemplo: cobras e lagartos são nossos parentes mais distantes) até atingir o máximo da evolução cerebral dos mamíferos, evolução límbica (os macacos são os nossos parentes mais próximos, tanto físico como em Inteligência, mas para melhor dizer, são nossos primos). Daí para diante houve uma evolução para um tronco independente em que o cérebro humano recebeu uma camada evolutiva denominada neocórtex. Neste novo córtex cerebral, neocórtex ou nova casca, desenvolveu-se o córtex pré-frontal (localizado na testa ou o melhor a testa alta dos seres humanos em relação aos macacos, acima dos olhos), responsável pelo conhecimento, atenção, concentração, pensamento lógico, sociabilidade ou regulamento das relações sociais, educação, aprendizado, inibição dos impulsos e instintos, e, tem a missão de cumprir e estar atento à: atenção, concentração, inibição dos impulsos e dos instintos e exercer a possibilidade de planejamento a serem desempenhados no futuro tendo apenas existência mental. Características estas que definem o ser humano atual como ser pensante e capaz de tomar as suas decisões erradas e as corretas.

    (Nestas figuras vemos representados os três cérebros evolutivos (reptiliano: cobra e lagarto); (límbico: mamífero – macaco); neo-cortex com o lobo pré-frontal: ser humano atual) 

     image6

    Outra visão cerebral próxima para identificação: reptiliana, mamífera, humana de uma forma mais realística

    É importante ser entendido que o cérebro emocional traz os registros da experiência evolutiva dos mamíferos e em especial as dos símios, macacos. Em contrapartida há o cérebro cognitivo inserido no neo-cortex e é dentetor da habilidade do conhecimento, da linguagem e do pensamento abstrato. O equilíbrio entre os dois cérebros, cognitivo e emocional, este límbico, inconsciente de Freud, localizado no girus cingular de Paul Broca, portanto, tal equilíbrio ou a falta dele determina o comportamento do ser humano.

    A importância da Educação deve ser lembrada e realçada.

    A educação dos tempos modernos tem como importância modificar a visão instintivo-emocional impregnada durante milhões e milhões de anos nos cérebros evolutivos que estão dentro da cabeça do ser humano.

    Eis a importância de um programa educacional eficiente e eficaz. O programa educacional tem de ser de alta qualidade para que haja um aperfeiçoamento em educação familiar, escolar e também em sociologia, desde os primeiros anos nos bancos da escola primária, para que o cérebro cognitivo, do conhecimento, pensamento abstrato e da linguagem, localizado no neo-cortex até o pré-frontal, evolução do cérebro na natureza até o ser humano atual, exerça o seu poder resultante da educação sobre o cérebro emocional, límbico, que também controla o cérebro reptiliano, instintivo.

    Quando o cérebro cognitivo, do conhecimento, pensamento abstrato e da linguagem, sempre sujeito a educação ou qualquer tipo de aprendizado, familiar, escolar ou outro qualquer educacional, não é suficientemente treinado ou estimulado, o sujeito, independente da origem, fica a mercê de quaisquer estimulações ou apelos à manifestação emocional.  Neste caso prevalece a informação mais forte, a que leva como resultado final à morte, sofrimento, e ao sentimento de culpa, sem retorno.

    10430502_287607824745262_6002006874556881993_nSistema Raiz da Vida (SRV) Além da Inteligência Nutricional 14

    Elizabethe Milwaard – Professora de Consciência Nutricional e Mentóloga; Criadora do Sistema Raiz da VidaDr. Edvaldo Tavares – Médico, CRM/DF – 7265 e CRM/SE – 4897; Jornalista, DRT – 2175; Diretor Executivo e Diretor Técnico do Sistema Raiz da Vida

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    4 × cinco =